Quem Somos

http://dearsforever.com/br/

Somos uma empresa com 30 anos de experiências bem sucedidas na área de informação e produção de eventos culturais.

Em 2013 desenvolvemos o Queridos para Sempre, inovação que se transformou no Projeto Cultural Queridos para Sempre e no Queridos para Sempre - Serviço de Homenagem Além da Vida. Hoje, todos os cemitérios públicos do Rio de Janeiro estão no Projeto Cultural Queridos para Sempre, incluindo o São João Batista, dos famosos e das estrelas, e o tradicional Caju, o maior do estado, ambos inaugurados pelo imperador D. Pedro II.

Quem visita os cemitérios do Rio encontra o QRidos, tecnologia desenvolvida pela DensoWave adaptada para o serviço de informações cemiteriais. Códigos gravados em placas de aço fazem a ligação entre os jazigos e a internet, num sistema tão eficiente de indexação, que o Google, através de seu PageRank, deu nota 5/10 ao site QRidos.com.br. Comparando, a Globo.com tem nota 7/10.

Prova da nossa criatividade, fazemos ações especiais de comunicação para o setor cemiterial, por exemplo, com utilização de Realidade Aumentada, a mesma tecnologia dos “Pokemons”.

Porém nosso maior desafio era encontrar uma solução para um dos grandes problemas na área de homenagem póstuma: a crescente falta de ruas, praças e espaços sem nome. Afinal, toda cidade sempre teve seus Queridos para Sempre. Gênios da humanidade ou lideranças locais que, ao longo dos séculos receberam nomes de cidades e bairros. Mas onde imortalizar essas pessoas?

Pensando adiante de seu futuro e nas tendências do setor, saímos na frente mais uma vez. As instituições e as famílias estão ganhando uma inovação na forma de se contar a história para as futuras gerações e de prestar homenagem além da vida. Hospedado nas nuvens, o Dears Book é um inédito livro digital, criado para que as cidades registrem suas celebridades em todos os campos, pelo tempo que existir a internet.

“Basta de tantas memórias perdidas no tempo”, afirma o professor e historiador Milton Teixeira, que realiza passeios guiados pelas ruas e cemitérios do Rio de Janeiro. “Agora os nomes das ruas, os monumentos, os títulos de muitas instituições farão algum sentido. Essa iniciativa vai facilitar a vida dos pesquisadores e abrir novos campos de trabalho nas cidades. Ainda que os restos mortais não tenham sido preservados, a memória dos Queridos para Sempre estará bem guardada e disponível para todo o mundo”, completa.

Conhece alguém que merece entrar para a história? Visite Dears Book